‣ CREATIVE SITE: Desenvolvimento de Sites | Lojas Virtuais | Sistemas Web | Hospedagem de Sites - SOLICITE SEU ORÇAMENTO
Buscar Notícias:
Marcelo L. Braga
Coluna: Politiconomia
Twitter: @ml_braga
Publicado: 21/09/2015 às 13:53:14
O Brasil não tem crise econômica
Existem manchetes e mais manchetes dos veículos de comunicação de que o país passa por uma crise econômica. Com o devido respeito, ouso discordar.

Uma crise econômica acontece em um período de escassez do nível de produção, da comercialização e do consumo de produtos e serviços, ou seja, em períodos cíclicos, é uma retração do mercado depois de uma expansão.

Observem agora o seguinte: O Brasil não teve esse período de expansão para existir uma crise, muito pelo contrário! 

O governo criou uma serie de benefícios sociais para tentar fazer com que acontecesse um período de expansão dentro do mercado econômico brasileiro, mas, faltou uma boa leitura dos ensinamentos do renomado economista J.M. Keynes.

Em linhas bem didáticas, quando o governo faz programas sociais para movimentar o mercado, isso deve acontecer em um curto/médio prazo, pois em longo prazo, os agentes “encostam” nos programas sociais e não produzem -  apenas consomem - causando um rombo nas contas públicas e o aumento da inflação, pois o aumento de consumo sem o aumento de produção faz os preços subirem - básica lei da oferta e procura.

Em longo prazo o problema vem à tona e, considerando que o governo não produz nada, a saída é uma só: Aumentar tributos. Logo, todos os benefícios concedidos irão retornar em forma de impostos, taxas e contribuições, só que dessa vez, quem paga são todos os cidadãos.

Em nossa realidade, esse rombo causado por programas sociais com prazos à perder de vista, associados aos escândalos de corrupção com desvios bilionários, alavancaram o cenário que estamos vendo hoje: Inflação, dívida pública, aumento de impostos, crise!

Mas insisto, a crise não é econômica, a crise é, na verdade, administrativa. O Brasil está falido por uma administração populista que procurou manter o poder através de benefícios infindáveis e por um castelo de cartas marcadas que traçou só uma realidade à nação: Fomos nivelados na mesma cova rasa de perda de poder de compra e desemprego. 

Infelizmente, quem paga a falência da pátria amada são os órfãos de representantes competentes.

E finalizo, a crise no Brasil não é econômica! Reflitam sobre isso.
Marcelo L. Braga - É advogado, economista, MBA em Gestão e especialista em Direito Administrativo
Últimos Artigos
O Brasil não tem crise econômica
Página anterior
Cordero Virtual - Notícias do Brasil e do Mundo - 2001-2017
Não temos nenhuma responsabilidade por qualquer conteúdo publicado neste site nas quais são citadas as fontes ou assinados.
Proibida cópia total ou parcial do conteúdo deste site sem a devida autorização.
Desenvolvimento de Sites e Lojas Virtuais
Desenvolvimento de Sites e Lojas Virtuais