‣ CREATIVE SITE: Desenvolvimento de Sites | Lojas Virtuais | Sistemas Web | Hospedagem de Sites - SOLICITE SEU ORÇAMENTO
Buscar Notícias:
Marcelo Sguassábia
Coluna: Consoantes Reticentes
Publicado: 22/08/2015 às 15:26:52
Videntes temem pelo seu futuro
Quem poderia prever que um dia os videntes, cartomantes, quiromantes e assemelhados comeriam o pão que o diabo amassou? Pois são muitas as evidências do calvário que o pessoal de túnica e turbante vem enfrentando.

Uma bolha de ar, na verdade um defeito de fabricação da bola de cristal, fez uma vidente de Macapá anunciar que uma bomba atômica iria explodir no campo de futebol do Esporte Clube Galo Torto. A distorcida previsão levou pânico desnecessário a milhares de torcedores, que perderam seus ingressos para uma das semifinais do campeonato amapaense, cuja disputa foi interrompida pelo imbróglio.

Esse é apenas um dentre os muitos xabús proféticos ocorridos pela falta de qualidade nos apetrechos mágicos. Um bruxo que não quis se identificar, recém-empossado em cargo de confiança na Pré-Vidência Federal, sustenta que a situação permanecerá indefinida no curto prazo e que só o estabelecimento de normas ISO para os fornecedores poderá resolver de vez a questão. O problema ganha contornos alarmantes, na medida em que afeta diretamente o futuro das pessoas. 

Outros recentes episódios vêm unindo a classe esotérica, que discute alternativas de resgate da arranhada credibilidade. Uma das estratégias levantadas passa pela veiculação de uma campanha publicitária de âmbito nacional, com o lançamento do selo "Vidente Aferido". 

Coroando esse cenário de imprevisíveis consequências, a epidemia de tétano nos faquires do sudeste, pauta de Globo Repórter do mês passado, também inspira discussões acaloradas no meio. Com o desestímulo do governo à industria nacional de pregos antitetânicos, os faquires estão sendo obrigados a adquirir congêneres no mercado cambojano - famoso pelas cabeças desproporcionais, pelos pontos de ferrugem em toda extensão dos produtos e pela tortuosidade de formatos. 

Aproveitando a repercussão e os holofotes da mídia, leitores de tarô e jogadores de búzios unificam seus sindicatos para ganharem poder de barganha em antigas reivindicações da categoria. 

Porém, nem todas as notícias são desanimadoras. Na contramão da crise, um inexplicável aumento de demanda vem sendo observado nas tendas de ciganas piauienses, cujos baralhos preveem um segundo semestre como nenhum outro em seu mercado.
Últimos Artigos
Videntes temem pelo seu futuro
Página anterior
Cordero Virtual - Notícias do Brasil e do Mundo - 2001-2017
Não temos nenhuma responsabilidade por qualquer conteúdo publicado neste site nas quais são citadas as fontes ou assinados.
Proibida cópia total ou parcial do conteúdo deste site sem a devida autorização.
Desenvolvimento de Sites e Lojas Virtuais
Desenvolvimento de Sites e Lojas Virtuais