‣ CREATIVE SITE: Desenvolvimento de Sites | Lojas Virtuais | Sistemas Web | Hospedagem de Sites - SOLICITE SEU ORÇAMENTO
Buscar Notícias:
Marcelo L. Braga
Coluna: Politiconomia
Twitter: @ml_braga
Publicado: 04/05/2015 às 09:44:22
O Diabo e a Terceirização
Num belo dia eterno, em algum lugar do cosmos, Diabo e São Pedro se encontravam sentados e conversando sobre os assuntos que estavam na pauta daquelas criaturinhas da terra, especialmente as brasileiras (Deus gosta delas; é o que dizem) e o Diabo resolveu puxar o assunto:

-   D: O que você achou da nova lei de terceirização, Pedroca?
- P: Ainda não li a lei, mas tenho opinião que ela vai tornar precário o vínculo de emprego, e esse vínculo é muito importante no Brasil.
- D: Que nada; veja bem: as empresas ganharão muito mais competitividade, terão menos encargos, essa redução será repassada para o preço do produto; todo mundo ganha!
- P: Pode ser, mas isso se as empresas realmente repassarem a redução para o produto, e outra, o empregado não tem segurança alguma.
- D: Mas é assim no mundo todo, em nenhum lugar mais se garante segurança ao empregado. Olhe os EUA, lá não tem tanta segurança e eles são a maior economia da terra. É muito mais emoção; muito mais dinâmico; cada dia é um novo dia, sem monotonia.
- P: Mas terceirizado não ganha participação nos lucros!
- D: Mas as pessoas irão conseguir emprego bem mais rápido, melhor ter emprego sem participação do que nenhum dos dois, né?!
- P: Mas a empresa não vai ter tanta responsabilidade em caso de descumprimento dos direitos do trabalhador, irá responder só subsidiariamente!
- D: Ahh! Subsidiária, solidária, tanto faz; no fim responde do mesmo jeito.
- P: Mas não teremos planos de carreira, o trabalhador não fará parte de uma equipe, não haverá motivação.
- D: O empregado terá que se adaptar ao modelo mundial de mão de obra; terá que se especializar mais, se automotivar e se importar mais com a empresa. Não teremos mais empregado fazendo corpo mole por que fica caro demití-lo.
- P: Mas e os direitos com o INSS?
- D: A empresa terceirizada garante!
- P: Mas o empregado terceirizado não poderá exercer outra função além da que foi contratado para exercer, isso não permitirá que ele aprenda!
- D: Para isso existe a função “Serviços Gerais”.
- P: O salário vai sofrer uma redução!
- D: O mercado vai crescer, a oferta de trabalho também.
- P: Mas como o trabalhador irá absorver essa nova situação?
- D: Ora!!! Os escravos também se sentiram perdidos quando foram libertados, é difícil romper com a dependência no começo, mas depois, olha a evolução que vivemos com essa liberdade!

E então, São Pedro pareceu convencido de que a lei seria boa.

- P: É, nesses termos, parece que a lei será boa para os brasileiros. Irei argumentar com os outros.

São Pedro então pediu licença e se afastou. O Diabo deu um sorriso maroto – aquele de canto de boca – olhou para o lado e viu um livro chamado CLT.
Ele então elevou a mão sobre cabeça e fez uma ligação mental para Deus:

- D: Querido irmão, você já leu a CLT? Não?! Então, queria conversar com você sobre algumas impressões que tenho dessa lei, podemos???

Os desinformados se convencem apenas com meia verdade, e nisso, o Diabo é mestre.
Marcelo L. Braga - É advogado, economista, MBA em Gestão e especialista em Direito Administrativo
Últimos Artigos
O Diabo e a Terceirização
Página anterior
Cordero Virtual - Notícias do Brasil e do Mundo - 2001-2017
Não temos nenhuma responsabilidade por qualquer conteúdo publicado neste site nas quais são citadas as fontes ou assinados.
Proibida cópia total ou parcial do conteúdo deste site sem a devida autorização.
Desenvolvimento de Sites e Lojas Virtuais
Desenvolvimento de Sites e Lojas Virtuais